Qualifying Series – QS na Praia Mole 2021

qualifying-series-qs-na-praia-mole-2021

O surf é um esporte que está enraizado na cultura da Ilha de Florianópolis, caracterizando boa parte da população que acompanha, desde a década de 60, as gerações pegando onda por esses mares.

A “surfcity”, como podemos chamar a cidade, faz palco para diversas competições nacionais e internacionais do surf. E o campeonato da vez é o Qualifying Series que está rolando na Praia Mole, após 11 anos sem sediar nenhum campeonato internacional!

Então, caros surfistas, é oficial: a ilha da magia tá de volta no cenário do surf internacional.

O QS da Praia Mole é o start para os rankings regionais da WSL Latin America, e vai ser responsável por classificar 10 homens e cinco mulheres para o WSL Challenger Series da próxima temporada, evento que dá as vagas para a elite da WSL Championship Tour.

Vamos saber dos detalhes?

Sobre a Praia Mole

Localizada ao leste da Ilha, a Praia Mole é caracterizada por seu mar aberto e ondas com tamanho médio de 1,5m.

Além disso, o pico conta com a presença de areia grossa, fazendo com que as ondas sejam naquele estilo que arrebenta repentinamente.

O último campeonato da QS que a Praia Mole sediou foi em 2010, e teve como vencedor na etapa masculina o espanhol Aritz Aranburu, e a havaiana Coco Ho na etapa feminina.

Dito isso, vamos dar uma exxxpiadinha nas competições?

Agenda

A competição contou com a presença de 176 atletas para disputar as etapas femininas e masculinas, vindos de nove países diferentes.

Com início no dia 10 de novembro de 2021 e encerramento dia 14, a competição é organizada com 24 baterias de 20 minutos por dia.

No primeiro dia, 10/11/21, a competição foi masculina, com a presença de 64 surfistas. E no segundo dia de competição, 11/11/21, foi a vez do time feminino que contou com 32 atletas.

  • Primeiras fases: as baterias são formadas por quatro surfistas, e os dois melhores irão para a próxima fase.
  • Na quarta fase, além dos classificados, os 32 principais surfistas do evento também entram como cabeças de chave.

Primeiro dia de competição

Sobre o início das competições, o bi-campeão mundial da WQS, Teco Padaratz diz que já sabia que seria muito emocionante ver uma competição internacional voltando a acontecer em Floripa! “Mas confesso que me sensibilizou bastante ver a primeira bateria ir pra água. Achei legal ver os catarinenses surfando muito”, completou ele.

Resultados das baterias femininas

Na categoria feminina tivemos algumas surpresas, a campeã Brasileira Silvana Lima se despediu das competições e deu lugar para a Sophia Medina que se classificou e avançou na competição.

Mas, não podemos deixar de falar sobre os fenômenos Laura Raupp e Isabelle Nalu que estão se destacando na competição, “ambas têm menos de 15 anos e estão se preparando muito bem para as competições”, comenta Teco Padaratz.

Laura Raupp de 15 anos dando uma rasgada – Qs Praia Mole
Isabelle Nalu QS Praia Mole, dando uma dobradinha

Vamos aguardar as próximas baterias para ver quem serão os atletas classificados para o WSL Challenger Series da próxima temporada. Qual o seu palpite?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *